4 dicas pra chegar e partir da Amazônia com a saúde em dia.

4 dicas pra chegar e partir da Amazônia com a saúde em dia.

27 de fevereiro de 2018 Sem categoria 0

 

 

Muita gente tem vontade de vir pra Amazônia e Belém é uma grande porta de entrada. Muito se procura sobre hospedagem, lugares para conhecer, cidades do interior do Pará, roteiro. E todo bom viajante deve mesmo se preocupar com tudo isso. Mas, pra conseguir fazer tudo isso, a saúde tem que estar em dia.

Quem viaja muito – ou mesmo quem se aventura só de vez em quando – sabe que corpo são, mente sã não é besteira, não. E que estar com a saúde em dia pode evitar muitos problemas durante a viagem, assim como comprovar que está tudo ok. Então, reunimos 4 dicas básicas pra você que quer vir pra Amazônia com tudo em cima.

Aqui você tem mais sobre: saúde na Amazônia, precaução na viagem pra Amazônia, culinária amazônica

 

1. Vacinação

Ter a carteira de vacinação, que comprove que você está com todas as vacinas em dia, é muito importante para viajar pelo mundo. Ao vir para a Amazônia, é importante ficar atento a algumas doenças transmissíveis, que podem ser evitadas.

Febre amarela:

Desde o fim de 2017, vimos um surto de febre amarela no Brasil. A Região Amazônica é uma das áreas do país em que é necessário estar vacinado, por ser uma área endêmica. São pelo menos 10 dias antes de iniciar a viagem. E ela é válida por 10 anos.

Tifoide e Hepatite A: transmitidas por alimentos e bebidas contaminadas. São muito importantes para quem viaja muito e tem contato com tipos variados de alimentação. Prevenir é melhor que remediar, não é mesmo?

 

2. Protetor Solar e desidratação

É muito comum, pra quem vem de fora, sentir muito, mas muito calor em Belém – e na Amazônia de uma forma geral. É um local que, apesar da umidade por causa dos rios e florestas, é muito quente. O sol é realmente forte – as temperaturas chegam perto da casa dos 40 graus nos meses mais quentes (a partir de junho). As queimaduras e insolação podem aparecer, se você não tomar cuidado.

Nessas condições, o protetor solar é seu maior aliado. Tenha sempre em mãos, na bolsa, mochila. Ah, claro, lembre-se que nas viagens internacionais, os aeroportos só permitem embarque com frascos com até 100 ml. Sendo assim, caso você esteja em outro país e vindo pro Brasil pela Amazônia, tome cuidado para o seu protetor favorito – se você tiver um – não ficar retido.

Ah, por favor, água, água e água. Tenha sempre uma garrafa em mãos. E, caso desidrate, faça uso de um soro de hidratação. Você pode encontrar em postos de saúde um composto que tem sódio e açúcar.

 

3. Roupas

Muito mais que o sol, é a sensação térmica que acaba prejudicando na hora de visitar a Região Amazônica. Pode ser até que o sol não esteja aparecendo tanto e que as queimaduras solares possam ficar distantes, mas aquela sensação abafada pode ser muito ruim, se você usar roupas pesadas. Opte por roupas leves, de algodão e que sequem rápido.

 

4. Comida

Isso aqui é muito, muito importante quando se está falando sobre uma região em que tudo é farto à mesa. Por aqui tem Tucupi, uma espécie de caldo, feito de mandioca (super ácido); Maniçoba, um tipo de feijoada em que o feijão é substituído por uma planta (super gordurosa); além de peixes, açaí…comer é um capítulo à parte quando se visita a Amazônia.

Por isso, cuidado: seu organismo pode não estar acostumado à acidez, gordura e fartura dos pratos amazônicos – que são, por falar nisso, deliciosos. Tenha muito cuidado com a procedência dos alimentos também – mas isso, como um viajante experiente você já sabe. Traga com você medicamentos para dor de barriga, diarreia e problemas do tipo. Podem ser bem úteis.

 

Prevenir é melhor que remediar, né mesmo? Sua viagem deve ser boa do começo até o fim, sem surpresas ruins, só boas. Já tá começando a planejar?Consulte nossa tabela de preços para se programar legal!

 

Deixe uma resposta