4 dicas de roteiro que provam: uma viagem em família é sempre inesquecível

4 dicas de roteiro que provam: uma viagem em família é sempre inesquecível

9 de abril de 2018 Sem categoria 0

 

 

Quando se é mais jovem, pegar uma mochila, colocar nas costas  com as pequenas economias de um emprego e cair na estrada sozinho é super fácil. Agora, as coisas mudam muito quando se tem uma família, filhos, contas a pagar. Será que mudam mesmo?

A empolgação de uma viagem e a possibilidade de se ter memórias- em vez de bens materiais-, boas lembranças e histórias pra contar é a mesma. Viajar em família é sempre uma aventura que pode dar muito certo, tão certo quanto mochilar solo. A gente tem algumas dicas que ajudam a montar um roteiro bacana pra todo mundo aproveitar.

Aqui você sabe mais de: viagem em família, roteiro de viagem, lugares pra conhecer em família

 

Defina um orçamento

Essa dica é válida pro começo de qualquer viagem: saiba quanto sua família pode gastar. Em que momento vocês estão? Se as contas estão todas pagas, tem algum dinheiro em caixa? O ideal é ter algum dinheiro investido e uma pequena poupança a parte para viajar. Por isso, comece a planejar a viagem com bastante antecedência. Leve em conta o momento econômico do país, os seus planos pessoais e familiares.

Garanta que todas as despesas estejam pagas, que seu dinheiro esteja investido e, à parte, que se tenha uma economia de viagem. Se hoje você começar a poupar alguma porcentagem do ganho total da família, em um ano já poderá ter o suficiente para comprar passagens, hospedagem e passeios à vista.

Com o orçamento definido você poderá, inclusive, decidir se prefere comprar passagens parceladas, quanto poderá ser gasto em passeios e em hospedagem (que devem ser pagos à vista) entre outros. Nada fica apertado ou pendente, além de diminuir as surpresas que podem aparecer.

 

Defina em que época viajar

Com o orçamento bem definido, você começa, realmente, a  planejar. É aí que você vai investir em decisões da viagem mesmo. A primeira delas deve ser: em que época do ano é melhor pra todos. Isso tem que ser pensado a todo tempo: viajar em família é um exercício de cessão, cada um cede um pouquinho.

Quem tem filhos pequenos, deve estar atento aos períodos de férias – e levar em conta que nessas épocas tudo fica mais caro também. Quem já tem filhos que são jovens adultos, o tempo pode ficar mais apertado: a viagem pode depender das férias de trabalho.

Leve em consideração também o tipo de clima que agrada cada um: seu filho pode gostar de frio seu marido ou sua esposa pode gostar mais de calor. Que tal optar pela primavera em um local de estações bem definidas. Pense também se haverá algum evento importante para alguém da família e respeite a data.

 

Defina  o destino

Agora é hora da parte mais bacana e importante: definir o destino e, dentro dele, cada ponto turístico, passeio, que se quer conhecer. Dados os passos que nós propusemos anteriormente, fica mais fácil decidir para onde se quer ir. Isso por que, digamos, se você tem um orçamento de R$10.000 para uma família com 5 pessoas para passar 15 dias, é mais fácil decidir por conhecer praias brasileiras que tailandesas, né verdade?

Melhor custo-benefício é o que vai prevalecer aqui e a conversa com a família tem que sempre abarcar a vontade de todos. De nada adianta ter um bom orçamento, todo mundo poder ir junto, mas chegar ao destino praiano com um filho que tem até alergia a areia. Não vai dar certo.

Tente pesquisar – e perguntar para os seus familiares – locais que dificilmente serão esquecidos. Você sabe: família junta – por mais que se ame -, muito tempo junta fica tudo meio complicado. Assim, viajar em família pode ser muito mais fácil quando todo mundo amou o destino escolhido.

 

Defina a hospedagem

Pronto: orçamento definido, época do ano escolhida, assim como o destino que agradará gregos e troianos. Está na hora de definir onde toda a família vai ficar. Mais uma vez a dica é: entrar em consenso.

Geralmente grandes famílias não escolhem hotéis tradicionais, isso por que o custo pode se tornar muito elevado. Além disso, para comer qualquer coisa da cozinha, você tem que pedir. Existem opções mais econômicas e que dão mais liberdade.

 

Sites de aluguel de casas são uma solução bastante procurada. Dependendo de características do imóvel e do tempo que vocês vão ficar, pode ser interessante. Outra opção de baixo custo são os hostels.

Muitos hostels – além dos quartos coletivos – oferecem a opção de quartos privativos para grupos. É uma opção ótima e menos possível de causar dores de cabeça do que o aluguel da casa. Se você quiser conhecer mais sobre se hospedar num hostel, leia o nosso texto As vantagens de se hospedar num hostel.

Seguindo essas definições é impossível fazer um roteiro ruim. E você vai ver que é super viável e maravilhoso viajar com a sua família e conhecer destinos incríveis. Por falar em destinos incríveis, você pode saber mais sobre quatro deles no nosso post 4 destinos imperdíveis no brasil para explorar nos feriados de 2018 . Se quiser planejar mais, vem conhecer 6 aplicativos que você deve ter na hora de viajar com a família.

Prepare seu roteiro com a sua família e tenha uma viagem maravilhosa.

 

 

Deixe uma resposta