5 itens indispensáveis pra você ter na bagagem

5 itens indispensáveis pra você ter na bagagem

15 de abril de 2018 Sem categoria 0
Projetado pelo Freepik

 

 

Atacama, Paris, Las Vegas, Jericoacoara, Belém. Todos esses destinos são totalmente diferentes, mas, pense rápido: se você fosse pra qualquer um deles, o que não deixaria de levar?

Mochilar, viajar a primeira vez, viajar a negócios. Todas essas modalidades de viagem são bem distintas, mas se você fosse começar sua vida de viajante, viajar pela empresa ou fazer um mochilão, o que não deixaria em casa?

Cada viagem é única e exige cuidados especiais na hora de montar o roteiro, de fazer as malas, mas existem alguns itens que sempre serão adequados a qualquer uma delas. Aqui, a gente compartilha com vocês 5 dicas de itens indispensáveis – não importa se você vai pro frio ou calor, de mochila ou mala, nem se você está começando ou é veterano – para levar com você.

Aqui você sabe mais sobre: itens pra viagem, saúde, precaução, cuidados.

1. Cartão de Crédito

Você pode viajar pra qualquer lugar do mundo com dinheiro em espécie, mas é sempre importante levar um cartão de crédito. Isso por algumas razões:

  1. ele funciona como garantia de reserva em algumas hospedagens
  2. ele funciona basicamente como sua identidade em alguns lugares, como em alguns locais dos EUA, por exemplo.
  3. caso você fique sem dinheiro, o cartão de crédito tem a função de saque em caixas eletrônicos.

 

Fique atento caso você viaje para fora, com o IOF e o preço do dólar. O valor que você vai pagar pelo que comprou enquanto estava viajando fica dependendo do preço do dólar no dia do fechamento da sua fatura. Ah, ainda, se você for pra outro país, não esqueça de, antes de ir, ligar para a operadora para liberar o uso no exterior.

 

2. Canivete

Pode parecer estranho para quem não vai fazer viagens para a natureza e já está acostumado a carregar canivetes e aparelhos do tipo, que são extremamente úteis em situações em que o conforto não impera, digamos assim.

Mas, mesmo para quem for curtir pequenas férias de uma semana no meio da cidade, esse pequeno instrumento pode ser de grande valor, desde pequenos reparos que podem ser feitos com ele, quanto a sensação de segurança que ele pode trazer.

Escolha um que tenha diversas funções, quando mais cheio de elementos, mais ele vai poder servir. Alguns possuem pinças, alicates, tesouras, tudo bem pequeno e compacto. Antes de viajar procure um, na hora de viajar, despache em sua bagagem (você não pode levar no avião).

 

3. Farmácia

Antes de viajar, a gente recomenda, sempre vá a quantos médicos você puder pra ver se sua saúde está em dia. Às vezes, uma pequena dorzinha de cabeça pode estar escondendo muito: prevenir é melhor que remediar.

Veja se pra onde você vai, são necessárias vacinas. E avalie se um seguro saúde é necessário – em muitos países você pode gastar uma pequena fortuna, caso fique doente.

Fora isso, e, claro, após consultar seu(s) médicos, existem alguns itens de saúde que são interessantes ter em mãos, caso aconteça algo, enquanto você aguarda por um cuidado maior:

  1. antissépticos: cortou o dedo, ralou o joelho – tenha um a mão
  2. relaxante muscular: como é de uso oral, convém consultar o seu médico, mas ele pode ser muito importante depois daquelas noites mal dormidas, ou excesso de andanças. Dentro desse mesmo pensamento, vale levar alguma pasta com base relaxante, como arnica.
  3. remédios para o estômago: você está indo para um lugar em que a culinária é a rainha do roteiro e, de repente, algo não cai bem. Se você já está acostumado com algum remédio que seu médico lhe receitou, vale a pena levá-lo até saber se é ou não algo mais grave.
  4. band-aids, esparadrapo: esses protetores são muito úteis, sempre. Tanto para um corte ou aquele calo/bolha que surgiu de tanto você bater perna.

 

Lembre-se: não estamos incentivando a auto-medicação, que é uma prática muito perigosa, você deve sempre consultar seu médico. Fique atento também com a quantidade de mililitros uma embalagem pode ter para não ficar retida no aeroporto. Esse tema foi abordado aqui na entrevista com nossa hóspede francesa Camille Elia: Da Guiana Francesa pra Belém: uma entrevista sobre a viagem.

 

4. Pendrive

Esse é um item que muita gente esquece ou não dá a importância devida. Ok, temos uma nuvem, para onde podemos passar todas as informações, um celular que armazena centenas de gigas, mas…e se a internet falhar?

E se você estiver no interior do país, sem conexão, precisando guardar alguma informação – ou transferi-la – e sem a possibilidade de conectar-se à rede. O pendrive é um elemento tão pequeno e funcional que não custa levá-lo, ali, escondidinho no menor bolso da mochila. Fique certo: quando você menos esperar que ele te sirva, é ali que ele vai entrar.

 

5. Livros

Durante sua viagem, você vai passar horas no trajeto de um destino a outro. Principalmente, se você for de avião e não houver o que apreciar,  que fotografar – uma viagem Lisboa – Belém dura cerca de 8 horas, por exemplo.

Nada de ficar refém de revistas de avião ou gastar o dobro comprando um livro – e carregando o peso dele – em alguma loja de aeroporto. Tenha sempre em mãos um bom livro, principalmente um que esteja alinhado com o objetivo da sua viagem.

Aposte em e-books, que não pesam, claro. Então, se você tiver um leitor de livros – Kindle, Kobo, Lev -, com certeza ele será seu grande parceiro de viagem. Esses aparelhos têm uma duração de bateria muito alta e suportam muita, mas muita informação.

Depois de garantir esses itens indispensáveis pra qualquer roteiro que você for planejar, é hora de criar o próprio roteiro.

Veja como alguns aplicativos podem ajudar você durante a viagem, na relação que a gente criou no post 6 aplicativos que você deve ter na hora de viajar com a família.

 

 

 

Deixe uma resposta