Economize com a passagem: aprenda a usar milhas aéreas.

Economize com a passagem: aprenda a usar milhas aéreas.

21 de abril de 2018 Sem categoria 0
Como viajar com milhas?

 

 

Quem vai viajar – ou quem gosta de viajar –, já ouviu falar de milhas aéreas. Mas, o que são elas? As milhas são uma forma de as companhias aéreas fidelizarem seus clientes. Você fez uma viagem do Rio de janeiro a Belém e recebe de “brinde” pontos que, mais tarde, acumulados, podem virar outra passagem. Olha que maravilha! 

Então, as milhas são mesmo uma maravilha…se você souber usar. Por isso, a gente fez um guia básico pra quem está afim de conhecer, quem está querendo usar ou está começando a usar. Vamos explicar como acumular, trocar por passagens e os principais programas.

Aqui você vai saber mais sobre: milhas aéreas, como trocar pontos, como economizar em passagens aéreas, como chegar a Belém.

 

Antes de acumular milhas, como começar?

Bom, agora que você sabe como elas funcionam, vamos saber o mais importante: como você pode acumular milhas para trocar por passagens aéreas. Primeiro, você deve se cadastrar no programa de milhagem da companhia aérea que você quiser.

As principais companhias aéreas aqui no nosso país são a LATAM, Gol e Azul, que têm seus respectivos programas LATAM Fidelidade, Smiles e Tudo Azul. Então, a primeira coisa a ser feita é fazer seu cadastro em um deles ou em todos.

E as outras companhias? Bom, outras empresas operam voos no Brasil, claro. E aí você tem que ficar de olho nas alianças entre as companhias aéreas. Você pode ser cadastrado, por exemplo, no programa de milhas da LATAM e seus pontos valerão para uma viagem operada pela American Airlines, pois ambas fazem parte da aliança OneWorld. Nos sites de cada programa, você pode ver as alianças da qual cada comapanhia faz parte.

 

Tá, e como eu acumulo pra trocar?

Beleza, você se cadastrou em cada programa e agora tem um número – tipo um cpf – para o qual serão transferidos os pontos. Mas de onde vêm esses pontos? Bom, seus pontos, que virarão as milhas, podem vir de diversos lugares, existem várias formas de acumular:

Viaje, viaje, viaje: o princípio do acúmulo de milhas é a fidelidade, ou seja, quanto mais viajar, mais vai acumular. Cada companhia tem seus critérios de conversão, mas tem uma regra que você precisa sempre levar em consideração: uma passagem com preço de promo sempre vai acumular menos milhas que uma passagem com preço cheio. Na hora de comprar, verifique o custo-benefício: vale mais a pena pagar R$100 a menos e acumular menos milhas?

Planeje sua viagem com antecedência e recorra sempre à ajuda de aplicativos, a gente já mostrou que eles são mais que uma mão na roda no nosso post 6 aplicativos para ter na hora de viajar com a família.

Cartão de crédito: não, ele não é inimigo do seu bolso. Se você souber usá-lo bem, o dinheiro que você está gastando pode ter um pequeno retorno em forma de pontuação. Ligue para a sua operadora e pergunte sobre o programa de pontos. Cada operadora tem seus critérios pra transformar dinheiro gasto em pontos e pontos em milhas.

Alguns bancos transformam cada dólar que você gastou em um ponto, outros o fazem a cada US$1,5. Outro fator que tem que ser levado em conta é o tipo de cartão que você tem: um cartão internacional simples geralmente acumula menos que um cartão cujo titular tenha gastos maiores e já tenha feito um upgrade. Veja aonde você se encaixa.

Reservas em hospedagens e aluguel de carros: nos sites de programa de milhas os parceiros são especificados. Então, algumas empresas de aluguel de carro e de reserva de hospedagem fazem você acumular pontos no programa, basta você fornecer o número.

Programas de fidelidade parceiros: Fique atento também aos programas de pontuação de abastecimento de combustível. O “Km de Vantagens”, por exemplo, que é o programa dos Postos Ipiranga acumulam pontos a cada vez que você abastece. Dá pra trocar por vários produtos, mas eles também podem ser trocados por milhas – fique ligado nas compras de milhas com troca de “kms”, por exemplo.

Clubes de milhas: você pode começar acumulando de cara, quando vira membro. Geralmente, as companhias dão um “presente” de boas-vindas. E pode continuar acumulando entrando em clubes dentro do programa. Um exemplo é o Clube Smiles. Com esse tipo de clube de vantagens, você paga uma taxa mensal por x milhas por mês. Muitas vezes, vale a pena.

 

COMO TRANSFORMO MILHAS EM PASSAGENS?

Tudo certo! Você se cadastrou, acumulou (fez sua poupança de milhas direitinho). E agora? Pra virar passagem, como é?

Uma dica: fique sempre atento às promoções. Observe que você pode : a) comprar passagem com dinheiro; b) comprar passagens com dinheiro + milhas; c) comprar passagens só com milhas.

Transferiu os pontos pro programa de milhas da companhia aérea? Acumulou as milhas? Comece a pesquisar a quantidade de milhas pedidas para um trecho. Você faz isso indo pelo site da companhia como a LATAM faz, ou mesmo pelo site do programa, como acontece com a Gol/Smiles. Você consegue fazer a compra também por telefone.

Ah, fique ligado: suas milhas expiram! Cuidado com as datas. Pontos no cartão – dependendo do cartão e do tipo de cliente você é – também expiram.

Fique ligado 2: apesar de você poder “comprar” com as milhas, ou seja, pegar um avião sem desembolsar dinheiro mesmo, existem as taxas de embarque que variam de acordo com o seu tipo de viagem, se é doméstica, internacional. Ou seja, essa taxa tem que ser paga, ok?

Depois de tudo isso, a gente só pode dizer: jogue-se nas milhas! Faça seu roteiro, planeje sua estadia, seus passeios e fique mais tranquilo quanto ao que você vai gastar com passagens.

Quer mais dicas sobre como montar seu roteiro? A gente tem um post bem legal sobre como escolher seu tipo de hospedagem.

Sua ideia é vir para Belém? Dá uma olhadinha no que você pode fazer pela cidade antes de vir nos nossos posts 3 tipos de rolê obrigatórios em Belém e 9 dicas muito especiais sobre o que fazer em Belém.

 

 

Deixe uma resposta