O que fazer em Belém: 4 lugares verdes pra você amar na cidade.

O que fazer em Belém: 4 lugares verdes pra você amar na cidade.

29 de abril de 2018 Sem categoria 0
praça batista campos

 

 

Quando a gente viaja, o que está procurando? Bom, cada um tem um objetivo, um roteiro, mas no fim das contas estamos todos procurando experiências boas, que marquem e sobre as quais vamos contar histórias e dar boas risadas.

Por isso, quando escolhemos um destino e viajamos em grupo, ou quando o assunto é viajar com a família, pensamos em lugares que possam agradar a todos ao mesmo tempo, tragam memórias pra cada um, rendam fotos pra ilustrar quando formos narrar as aventuras que vivemos, né verdade?

Estar em uma cidade, com a infraestrutura de cidade turística e que tenha locais em que a natureza seja muito presente é um privilégio.

Quando a gente pensa em o que fazer em Belém, não pode deixar de citar isso: a capital do Pará é uma cidade de natureza, cheia de corredores de mangueiras, revoadas de pássaros à tarde, frutas que caem das árvores e parques verdes que vão deixar você de boca aberta.

A gente separou aqui 4 lugares pra ir em Belém que vão fazer diferença na sua viagem, encantar seus olhos – e de quem estiver te acompanhando nos seus passeios. 

Eles contam com a vantagem de estar dentro da cidade, ou seja, é sair da natureza com o pé na urbanização.

Aqui você sabe mais sobre: viajar em grupo, viajar com a família, parques em Belém, praças em Belém, lugares para ir em Belém, o que fazer em Belém.

 

Lugares para ir em Belém

(e se encantar)

 

1.Praça Batista Campos

Bairro onde fica: Batista Campos

Horário de Funcionamento: 24 h

 

Uma dica: esqueça o conceito de “pracinha”. Nessa praça aqui tem criança brincando, tem pipoqueiro, tem cachorro correndo, mas o seu tamanho a retira dessa classificação.

 

A praça é imensa e linda: tem mangueiras e samaumeiras que garantem a proteção do sol – principalmente de junho a setembro é bom ter cuidado com ele – e garantem beleza.

A Praça Batista Campos foi tombada pelo município em 1983 e em 2005 ganhou o prêmio de Praça mais bonita do Brasil.

Com várias vias internas e pontes, sob as quais passam pequenos “riachos”, é um local em que as pessoas se exercitam: é bem comum 5 da manhã já ver gente correndo, mas os horários de pico são às 7h, 8h e às 19h, 20h.

Por isso, escolha horários de sol mais ameno ou com menos gente circulando – se preferir menos agitação: 10h às 12h (tá aqui o sol pode castigar), de 16h às 18h, por exemplo.

A Praça  tem coretos e vários banquinhos: pode parar para, apenas, observar o verde, as pessoas ou o movimento dos carros.

Ela fica em um bairro central de Belém, com todas as características que um bairro central, mas considerado nobre, tem: muito movimento, comércio, mas muitos prédios residenciais por perto.

Você vai ver colégios, supermercado, igreja, farmácia por perto. Ao redor da Praça há várias barraquinhas de côco, para você amenizar o calor.

Aos domingos e feriados, as pessoas que moram na região – e até quem mora mais longe – colorem o lugar, levam crianças, vão se divertir com seus cachorros. É um clima muito agradável.

Em outubro a Praça Batista Campos ganha outra cara: como é época do Círio de Nazaré – a maior festa religiosa do Brasil – muitas pessoas vêm de outras localidades e a prefeitura arma um festival bem iluminado com eventos todas as noites.

Ah, fique de olho na segurança – e isso é uma dica pra todos os pontos turísticos – a Praça tem guardas municipais e uma guarita bem central, caso você precise de algum auxílio.

 

2.Praça da República

Bairro onde fica: Campina

Horário de Funcionamento: 24 h

 

A Praça da República fica no centro da cidade, bem no centro mesmo, no bairro Campina, dentro da área mais comercial da cidade. E ela é imensa – maior que a Batista Campos (!) –  e a beleza acompanha o tamanho.

Ela transpira história: se transformou em Praça quando um monumento em homenagem à república – e à liberdade – foi erguido em sua área central.

Toda sua arquitetura tem uma evolução histórica perceptível, com as calçadas, pavimentações, monumentos.

Além disso, olha a quantidade de pontos a serem visitados relacionados a ela: Teatro Waldemar Henrique, Theatro da Paz, Bar do Parque, Cinema Olympia (o cinema mais antigo do país em funcionamento).

Claro, a Praça é cheia de verde: com árvores imensas cobrindo toda sua extensão e fazendo corredores verdes também nas ruas que a circundam.

Durante a semana, a Praça da República é local de passagem dos mais apressados: por ser na área comercial e financeira da cidade, é um dos lugares para ir em Belém mais adequado aos fins de semana, quando ocorre uma feirinha – sempre aos domingos – por toda sua extensão.

Nessa feirinha sempre tem: comida típica, artesanato, cultura local, apresentações de artistas locais e muito mais.

Fique atento aos períodos, também: durante o Círio (em outubro), como as ruas que a circundam são passagem da procissão, arquibancadas são armadas em uma de suas calçadas.

A Praça da República é cercada majoritariamente de prédios comerciais, então você encontra bancos e casas de câmbio pela extensão da Av. Presidente Vargas, uma das principais avenidas da cidade. Além de restaurantes e, se andar um pouquinho mais, vai ao encontro de outro ponto turístico: o Ver-o-Peso.

 

3.Mangal das Garças

Bairro onde fica: Cidade Velha

Horário de funcionamento: 9h às 18h (confirmar pelo telefone: (91) 3242.5052

 

Saímos das Praças e agora entramos nos Parques, projetados para serem áreas verdes dentro da cidade. Mais uma vez: Belém é um local cujos pontos turísticos não economizam no tamanho.

Sério: o Mangal das Garças é imenso.  São mais de 40 mil metros quadrados!

Ele foi planejado pra ser um parque naturalístico, todo pensado pra receber as aves. Por exemplo, o viveiro tem influência das marés – as aves aquáticas conseguem se adaptar.

Você vai encontrar, também, árvores frutíferas como o Bacurizeiro (que dá Bacuri) e o Açaizeiro. É um dos grandes passeios em Belém pra você conhecer mais das plantas locais. E dos animais também.

Lá você também pode contemplar flamingos e borboletas, além das garças, claro. Por falar em borboletas, o Borboletário do Mangal das Garças é um passeio dentro do Parque que vai encantar a todos: são mais de 5 mil borboletas!

A entrada no Parque é franca e prepare-se para passar bastante tempo: olha a quantidade de ambientes para visitar lá dentro:

Farol de Belém: um farol inscrito nas cartas náuticas brasileiras

Fonte das Caruanas: uma cascata dentro do Parque

Memorial Amazônico da Navegação: um pouco de história da navegação na Amazônia

Viveiro das Aningas: o viveiro de aves do Parque

Mirante do rio: a 100 m acima, é pra você não esquecer nunca mais a vista

Borboletário: mais de 5000 borboletas pra você apreciar

Armazém do Tempo: um espaço de exposições

Lagos Cavername e da Ponta: pra contemplar a fauna que convive ali

Manjar das Garças: restaurante famosíssimo na cidade, o Manjar é atração até mesmo se você não quiser explorar o resto do Mangal (o que acho difícil).

Ah, você pode ligar pra agendar tours em grupo.

 

4.Parque do Utinga

Bairro onde fica: Curió-Utinga

Horário de funcionamento: 6h às 17h . Agendamento de visitas: visitacao.peut@ideflorbio.pa.gov.br

 

Por fim a gente te dá essa dica muito valiosa pra fazer caminhada, trilha e se divertir bem no meio do verde mesmo. O Parque do Utinga é o parque mais verde da cidade.  

São 9 trilhas catalogadas – com níveis que vão de fácil a difícil – , com mais de 9km de percurso.

Aqui dá pra fazer caminhadas ecológicas em Belém, observar a flora e a fauna locais. Todas as trilhas são guiadas por condutor credenciado pelo Parque, que vai passar informações e, claro, garantir a segurança dos aventureiros.

Cada trilha suporta até 30 pessoas e você deve agendar pelo site ou pelo app “Parque do Utinga”.

Por falar em app, a gente fez uma lista de apps essenciais pra te ajudar na hora que você for viajar, já viu? Se não, tá aqui: 6 aplicativos pra viagem ficar mais fácil

Você vai ver muitos animais diferentes enquanto estiver no Utinga, mais de 60 tipos de aves, mais de 20 tipos de mamíferos (entre eles ouriço, lontra, tatu, macaco-prego) assim, vivendo em perfeita harmonia.

Vale muito a pena visitar quando você vai viajar com a família pra Belém, ou mesmo quando você está viajando solo e é amante da natureza. O Parque é, sem dúvida, o mais próximo do verde que você vai estar, enquanto estiver na cidade.

 

As nossas dicas sobre lugares para ir em Belém estão também nos nossos posts

3 passeios em Belém que são obrigatórios

9 dicas muito especiais sobre o que fazer em Belém

 

E se você quiser sair um pouquinho da cidade e conhecer uma ilha bem próxima (a 20 minutos de Belém), não deixa de ler o post A deliciosa viagem de Belém à Ilha do Combu pra conhecer mais do que você pode fazer em pouco tempo em Belém estando perto da natureza, certo?

 

Caso você já esteja programando a viagem pra Belém, mas ainda está decidindo sobre hospedagem, a gente te dá uma ajuda com 3 ideias para definir a hospedagem ideal pra você.

 

 

Deixe uma resposta