Visitar Belém é quente: saiba mais sobre o calor do Pará

Visitar Belém é quente: saiba mais sobre o calor do Pará

17 de julho de 2018 Sem categoria 0
visitar belem

 

Se você decidiu visitar Belém, já sabe: mais quente do que a dança da Joelma, mais brilhoso que o figurino da Gaby Amarantos, o calor paraense é quase uma entidade, um “ponto turístico”, um “tem-que-ver”.

Perto da imaginária Linha do Equador, a capital paraense que é famosa pela chuva diária, nunca oferece frio para quem vem visitá-la. Ao contrário: se você gosta de tropicalismos, visitar Belém vai enriquecer sua história.

Saiba o que trazer na bagagem, o que fazer em Belém quando o calor apertar e quais são os hábitos básicos dos paraenses e moradores da cidade que fazem o calor ser apenas mais um charme para quem vem visitar Belém.

 

Por que Belém é quente?

Vários fatores influenciam na sensação térmica que você vai ter quando visitar Belém. Um deles é o fato de Belém estar próxima à Linha do Equador – quanto mais próximas são as regiões dessa linha imaginária, mais quente ficam.

Outra característica da região é a umidade. Por ser cercada de rios e com uma flora bem presente, Belém é úmida – por aqui a chuva é quase diária, o índice pluviométrico vai às alturas. Isso também faz a sensação de calor, aquele “abafado” ficar mais forte.

Por fim, Belém, apesar de ter muitas mangueiras que lhes rendeu, inclusive, o apelido de Cidade das Mangueiras, é uma cidade pouco arborizada de forma geral. Poucas árvores, pouca proteção contra a incidência de raios solares.

 

Visitar Belém em julho: temporada de calorão

Agora, não é por que Belém é super quente que não dá pra tirar proveito disso. PAra quem não gosta do frio, pode ser o lugar ideal para parras as férias, um feriadão, um fim de semana ou mesmo uma temporada.

A época em que há menos chuvas e o calor se faz presente e menos úmido é de junho a setembro. Nessa época, as temperaturas da cidade chegam a quase 40 graus. É bom visitar Belém preparado com chapéu, protetor solar e uma boa garrafa d’água a tira colo.

Aproveite a temporada de férias

Por coincidir com o período de férias escolares, julho acaba sendo a época em que, tanto Belém quanto outras cidades e, principalmente, balneários no Pará,   tudo fica muito disputado.

No entanto, é inegável: visitar Belém em julho é uma experiência maravilhosa. Se você gosta de badalação, as praias de Salinas, Algodoal, Mosqueiro estão sempre cheias, tanto de manhã quanto à noite.

Se você for aproveitar para viajar com a família, consegue ir a locais com menos badalação, mas com paisagens paradisíacas e locais para crianças brincarem, como o Marajó.

Saiba mais sobre com chegar ao Marajó

 

Do que você precisa para amenizar o calor ao visitar Belém

Bom, agora que você sabe de tudo isso, saiba, também, ao visitar Belém que algumas características de outros locais turísticos do Brasil não se repetem na capital do Pará.

Uma delas é a necessidade de banho quente. Algumas pessoas escolhem sua hospedagem ideal baseando-se na preferência por locais que tenham banho quente. Esqueça isso em Belém, principalmente nesse período: a última coisa que você vai precisar é de chuveiro com água quente.

Outra característica é que ao visitar Belém, terá a oportunidade de viajar leve: as roupas não precisam, definitivamente, de peso. O que você pode fazer é investir em itens como chapéu ou boné, protetor solar, sombrinha (ou guarda-chuva, como você preferir chamar).

 

E aí? Se animando para a viagem? Belém é fantástica e as cidades do interior do Pará também. Monte seu roteiro e, caso, precise da nossa ajuda, é só perguntar.

Deixe uma resposta